Posts tagged ‘Tolice’

20/12/2015

Estado Islâmico mata 38 crianças deficientes e portadoras de Síndrome de Down


540x350_estado-islamico-criancasMais de 38 crianças com deformidades congênitas e portadoras de síndrome de Down foram supostamente mortas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI), segundo informa a agência de notícias iraquiana Mosul Eye. 

Os assassinatos aconteceram depois que um fatwa (pronunciamento legal) foi emitido por um líder religioso do EI.

A maioria das crianças com deficiência ameaçadas pelo EI são filhos de “combatentes estrangeiros que se casaram com mulheres do Iraque, da Síria e da Ásia”, relata a agência de notícias.

As crianças foram mortas por injeções letais e asfixia na Síria e Mosul, ao norte do Iraque.

A fatwa foi emitida pelo saudita Abu Said Aljazrawi, um dos juízes da sharia, a lei islâmica.

Em junho, o site norte-americano Christian Post denunciou a segmentação, tortura e assassinatos de pessoas com deficiência pelo EI.

Além de visar as pessoas com deficiência, crianças são crucificadas por não jejuarem durante o Ramadã.

Anúncios
29/10/2015

IURD e IMPD se unem no apoio a CPMF


IURD e IMPD se unem no apoio a CPMFO bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, já discutiram e se ameaçaram publicamente várias vezes. Quando a IMPD começou a tirar fiéis da IURD, começou uma acirrada campanha para desmoralizar o apóstolo, especialmente nos programas de TV e nos sites ligados a Macedo.

Contudo, agora esses dois rivais estão vivendo um tempo de aliança. Ambos estão juntos com o governo petista, defendendo a aprovação da CPMF. Claro, desde que as igrejas fiquem isentas.

A imagem que marcou essa união, que deve ser apenas temporária, é do encontro da presidente Dilma com o senador Marcelo Crivella (PRB/RJ), ao lado do deputado federal Francisco Floriano (PR/RJ). Ambos são líderes das “alas evangélicas” de seus respectivos partidos, que formam a base aliada do governo petista. Ao mesmo tempo Crivella é bispo licenciado da Universal e Floriano é pastor da Igreja Mundial.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, em sua coluna do jornal O Globo, essa composição dos grupos políticos de Macedo e Santiago gera “ciumeira” em outros líderes evangélicos, que não foram chamados.

No início do mês, diversos pastores e líderes denominacionais foram a Brasília se encontrar com Dilma e “garantir” a previsão da Constituição Federal de isenção tributária para todos os templos religiosos.  Na ocasião, a presidente garantiu aos líderes que os templos evangélicos, católicos, espíritas e de todas as demais religiões não serão tributados caso a CPMF seja aprovada no Congresso.

Além de representantes da IURD e IMPD, estavam o bispo Geraldo Tenuta, da Igreja Renascer em Cristo; Pastores Samuel e Abner Ferreira, da Assembleia de Deus Madureira, Juanribe Pagliarin, da Paz e Vida.

Publicamente, o único líder que se manifestou contra a CPMF foi o pastor Silas Malafaia, que ameaçou denunciar em seu programa todos os deputados evangélicos que votarem a favor da CPMF.

“O deputado evangélico que apoiar essa porcaria eu vou dizer o nome no meu programa e vou pedir para que os evangélicos não votem mais neles”, afirma. “Eu sou contra beneficiar as religiões”, afirma Malafaia. “Chega, o que passar disso [imunidade tributária da Constituição] é palhaçada!”.

Obs: é engraçado ver pastores que não une para pregar a palavra de Deus, mas para apoiar o governo a criar mais imposto para punir, o povo com altos impostos. Os mesmo deveriam esta reunido para ajudar outras igrejas que estão trabalhando para tirar viciados do craque, das ruas. Poderiam criar centro de tratamento para os que vivem com pessoas viciadas…

08/10/2015

Cassiane fala de processo que recebeu da MK Music


Cassiane voltou para a gravadora MK Music, decisão que deixou muitos surpresos, pois em 2010 ela foi processada pela empresa por ter rompido o contrato antes de entregar a quantidade acordada de CDs.

O processo virou notícia quando Cassiane participou do Programa Raul Gil e não “tirou o chapéu” para a empresa. Em lágrimas, a cantora falou sobre o processo e disse que foi até acusada por formação de quadrilha.

Em entrevista ao MK News, a interprete pentecostal afirmou que a questão do processo já foi resolvida e superada. “Todo o processo, toda aquela situação que nós passamos, já foi resolvido a cinco anos atrás”, disse.

Ela só não retornou antes para a gravadora porque “não era o tempo” e hoje ela percebe que tanto ela quanto os diretores da MK estão mais maduros. “Deus trabalha com o tempo”, acredita.

A cantora Cassiane está feliz por voltar para a gravadora onde lançou a maioria de seus CD. “Eu até cheguei a pensar em voltar antes, mas depois eu pensei que não era para ser. Deus fez com que tudo fosse se encaixando”.

Ao lado de seu esposo, Jairo Manhães, Cassiane lidera a Assembleia de Deus do Brás em Alphaville (AD Alpha), na Grande São Paulo, um templo que em menos de dois anos conseguiu atrair mil membros.

Como cristã – e pastora- afirma que vive o Evangelho e por isso sabe perdoar, algo que muitas pessoas não conseguem entender. “Eu tenho uma forma de ver: o perdão não é aminézia”, explica. Cassiane faz uma explicação sobre uma mágoa que machuca e deixa cicatrizes, para ela perdoar e olhar para essas marcas que ficaram sem sentir dor e é isso que ele fez em relação ao que aconteceu com a gravadora.

Fonte: Gospel Prime

08/10/2015

Pichação racista aparece na Universidade Presbiteriana Mackenzie


racismomackUma pichação de cunho racista foi encontrada no final da tarde desta terça-feira (6), no banheiro da faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, uma das mais tradicionais do país. Quem denunciou o caso foram os próprios estudantes que, através das redes sociais, compartilharam a foto da parede com a inscrição “Lugar de negro não é no Mackenzie. É no presídio”.

“É difícil pra mim, como estudante negra, desse mesmo prédio, escrever sobre essa imagem, por que ela é a representação do pensamento racista que eu sei que passa na cabeça de muitos que permeiam pelo Mack (…) Volto a dizer: podem chorar e escrever nas paredes quantas vezes quiser elite, branca, racista, MAS vai ter preto na universidade SIM”, se manifestou em sua página do Facebook a estudante Tamires Gomes Sampaio, primeira diretora negra do Centro Acadêmico do curso de Direito da universidade e segunda vice-presidenta da União Nacional dos Estudantes.

Por meio de nota, a diretoria da faculdade também se posicionou contra o ocorrido, dizendo que “repudia todo ou qualquer ato, ação ou manifestação de cunho racista”, garantindo ainda que “já foi feita a denúncia aos órgãos e instâncias responsáveis pela apuração” e que também foi instaurado um procedimento interno.

Essa não é a primeira vez que mensagens racistas aparecem na universidade. A última vez aconteceu em agosto deste ano quando, também em um banheiro, foi encontrada a pichação: “O Mack não deveria aceitar nem negros e nem nordestinos”.

Fonte: iG

26/09/2015

Países cristãos que acolhem ‘refugiados’ muçulmanos; mas recusam cristãos


perseguicao_religiosaO cristianismo é persona non grata em alguns países europeus. Este parece ser o caso notadamente da
Inglaterra e do palco da Revolução Francesa, a França. Ambos se comprometeram a acolher, respectivamente,
20 mil e 24 mil imigrantes. Contudo, as regras estabelecidas por ambos os governos discriminam os cristãos, que
é o grupo de pessoas que mais necessita de acolhimento.
“CRISTÃOS SÃO DEIXADOS POR ÚLTIMO”. O alarme foi soado na Inglaterra pelo ex-arcebispo da Cantuária,
Lord Carey, que escreveu no Telegraph: “Quem entre nós pede há meses compaixão pelas vítimas da Síria, vive
uma grande frustração, porque a comunidade cristã, mais uma vez, é abandonada e deixada por último”. O
primeiro-ministro David Cameron, de fato, anunciou que acolherá somente aqueles que já se encontram em um
acampamento de refugiados das Nações Unidas.
DISCRIMINAÇÃO. “Mas, assim – continua o antigo primaz anglicano -, Cameron inadvertidamente discrimina as
comunidades cristãs, que são as mais afetadas por esses carniceiros desumanos que se autodenominam Estado
islâmico. Você não vai encontrar nenhum cristão em campos da ONU, porque eles são atacados e feitos alvos
dos muçulmanos que os expulsam desses campos. Por isso, eles procuram refúgio em casas particulares e nas
igrejas”. Ao invés de discriminar os cristãos, “a Inglaterra deveria considerá-los uma prioridade, porque eles são o
grupo mais vulnerável. Além disso, nós somos uma nação de origem cristã e os cristãos sírios não teriam
problemas para se adaptar. Alguns não vão gostar do que eu vou dizer, mas nos últimos anos a imigração
muçulmana em massa para a Europa tem sido excessiva e levou ao surgimento de guetos onde eles vivem à
margem da sociedade”.

cristiani-mosul-kurdistan-iraq-islamAPELO DOS ANGLICANOS: Após a publicação deste artigo, o atual arcebispo da Cantuária, Justin Welby, falou
pessoalmente do problema durante uma reunião privada com o primeiro-ministro britânico. Ele repetiu as palavras
pronunciadas segunda-feira diante da Câmara dos Lordes: “Nos campos de refugiados da ONU, a radicalização e
a intimidação são generalizadas. Assim, a população cristã foi forçada a fugir desses campos. Qual é a política do
governo para alcançar os refugiados que não estão nos campos?”.
EXIGÊNCIAS PRECISAS. O problema da discriminação contra os cristãos no acolhimento de refugiados não
acontece apenas na Grã-Bretanha, mas também na França. O especialista em Síria da Universidade de Tours,
Frederic Pichon, declarou em 11 de setembro na Rádio Courtoisie: “Esta tarde, eu falei com um alto funcionário
da República que trabalha no acolhimento de refugiados e ele me disse que eu poderia divulgar essa informação.
Então, eu aproveito esta oportunidade para fazê-lo: há exigências específicas da parte do governo para ignorar o
problema dos cristãos no Oriente

INÚTIL PEDIR VISTO. Em primeiro lugar, de acordo com as informações de Pichon, o motivo pelo qual “os
cristãos iraquianos e sírios esperam até oito meses por um visto na sede da Embaixada da França no Líbano” é
porque “o dossier sobre cada um deles é examinado por uma empresa privada de propriedade de um muçulmano
sunita”. Ele continua: “É um alto funcionário, um prefeito que me revelou que ele mesmo aconselhou os cristãos a
não buscar os vistos, mas tentar atravessar através da Turquia”, e depois buscar as vias ilegais percorridas por
todos os outros imigrantes ilegais, “se eles quiserem arriscar a ter uma chance”.
CONTRA O REGIME. Mas o que seriam essas “exigências precisas” por parte do governo? “Segundo o que me
revelou o funcionário do governo francês, o conceito é o seguinte: ‘Sírios podem ser acolhidos, mas sob a
condição de que eles não sejam favoráveis ao regime [Assad]’”. Subentendido: se você é alauíta ou cristão, você
é considerado pró-regime, e assim o seu visto “nunca chegará”.
TRADUTORES ÁRABES. Este não é o único problema. Falando no mesmo programa de rádio, Marc Fromager,
chefe da “Aide à l’Eglise en détresse” (Ajuda à Igreja que Sofre) revelou: “Não é de hoje que eu recebo denúncias
desse tipo aqui na França”. Por exemplo, os cristãos egípcios que fogem do seu país, porque são ameaçados. O
caso deles está sendo tratado com a ajuda de tradutores de árabe que são quase todos muçulmanos de origem
norte-Africana. Estranhamente, quase nunca acontece destes cristãos serem reconhecidos como tendo direito a
asilo político e assim são rejeitados. Ao invés disso, os muçulmanos são bem-vindos com muita facilidade. Seria
necessário tradutores neutros sob o plano religioso e que façam seu trabalho com isenção, porque era evidente
que os cristãos egípcios se encontravam em perigo físico”.

 

 

23/09/2013

Ativistas lançam campanha nas redes sociais para incentivar beijos gay durante cultos com pastor Marco Feliciano


Durante o Glorifica Litoral no último fim de semana, o pastor Marco Feliciano mandou prender duas jovens que estavam se beijando.

As provocações por parte dos ativistas gays ao pastor Marco Feliciano (PSC-SP) após a polêmica do beijo gay durante sua pregação no Glorifica Litoral no último fim de semana deverão aumentar nos próximos dias.

campanha-ativistas-gays-200x145Open in new windowUma campanha iniciada por Gustavo Don pede aos ativistas que “curtiram” sua página, Beijos para Feliciano, enviem fotos suas se beijando durante pregações do pastor para serem publicadas na rede social. A Beijos para Feliciano possui mais de 38 mil adeptos.

“Nada melhor do que expressar o nosso amor contra o ódio e o preconceito. Envie sugestões de fotos, sua ou de famosos, artes digitais, pinturas, etc”, pede o autor da campanha.

Um blog chamado AcidBlackNerd comentou a campanha e criticou a iniciativa: “Já que os militantes radicais já estão recorreiramente invadindo cultos religiosos não vai demorar muito até que esses ambientes sejam aos poucos invadidos por militantante beijoqueiros que não respeitam nada nem ninguém”, publicou.

O texto ainda afirma que quando uma página ativista “conclama as lésbicas para irem se beijar em cultos, estão oficialmente declarando que a lei que protege os praticantes de um culto de serem vítimas de escárnio durante suas cerimônias não precisa ser aplicada, pois aqueles declarados como ‘menos que humanos’ não merecem os mesmos direitos que os demais humanos”.

Fonte: Gospel+

 

13/09/2013

Pastor americano é preso antes de queimar 3.000 exemplares do Alcorão


Pastor americano é preso antes de queimar 3.000 exemplares do Alcorão

Pastor americano é preso antes de queimar 3.000 exemplares do Alcorão

Terry Jones, de 61 anos, foi detido em Mulberry, perto de Tampa, Flórida, e enfrenta acusações de transporte ilegal de combustível e porte de arma de fogo, segundo o jornal Orlando Sentinel.

No momento da detenção, Jones dirigia uma caminhonete que transportava uma churrasqueira repleta de exemplares do Alcorão molhados com querosene.

Também transportava garrafas adicionais do combustível, destaca o jornal.

O plano de Jones era queimar em público o livro sagrado dos muçulmanos na data do aniversário dos atentados de 11/9 e em um momento de grande tensão no Oriente Médio pelo conflito na Síria.

Segundo o site do pastor, ele tinha planos de queimar na quarta-feira 2.998 exemplares do Alcorão em Tampa Bay, uma referência ao número de vítimas do 11/9.

Jones ameaçou em 2010 executar um ato similar, o que provocou muita indignação tanto dentro como fora dos Estados Unidos, mas depois desistiu do plano.

Em 2011, no entanto, o pastor queimou o Alcorão e no ano seguinte promoveu um filme anti-islâmico. Os três incidentes provocaram atos de violência no Oriente Médio e Afeganistão.

Informações AFP

10/09/2013

Padre e mais seis pessoas são presos acusados de desviar R$ 18 milhões de ONG


Padre e mais seis pessoas são presos acusados de desviar R$ 18 milhões de ONG

Padre e mais seis pessoas são presos acusados de desviar R$ 18 milhões de ONG

As prisões foram, foram executadas em uma investigação batizada por  “Alvo da Operação Pronto Emprego”, pela PF.

Com origem na Igreja Católica, a ONG era inicialmente denominada “Centro Arquidiocesano do Trabalhador”, segundo o Estadão, e seu envolvimento no desvio de verbas destinadas ao auxilio de trabalhadores causou “surpresa” na Arquidiocese de São Paulo, que divulgou nota comentando o caso, afirmando que “deseja que se faça plena luz sobre todos os fatos e que as responsabilidades sejam assumidas por quem as deve assumir”.

– O Ceat nasceu na Arquidiocese de São Paulo como ‘Centro Arquidiocesano do Trabalhador’, em dezembro de 2012. Mas há vários anos transformou-se numa Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, passando a se chamar ‘Centro de Atendimento ao Trabalhador’, com personalidade jurídica, vida, gestão e responsabilidades de gestão próprias. Depois disso, a Arquidiocese de São Paulo deixou de ter qualquer responsabilidade administrativo-financeira sobre a entidade – afirmou a Arquidiocese.

A Cúria afirmou também que não tomará nenhuma providência com relação à prisão do sacerdote católico no caso. O padre preso pela Polícia Federal é diretor administrativo da ONG e foi preso na terça feira (03) sob suspeita de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e peculato.

– Do ponto de vista civil, padre Lício deverá responder por si, inclusive com amplo direito à defesa. Do ponto de vista canônico, ele pertence à Diocese de São Miguel Paulista – ressaltou a Arquidiocese, por meio de sua assessoria de imprensa.

Com informações: Gospel +/ O Globo

04/12/2012

Ser “grande” abençoado(a) não vem de Deus mas só da força do homem diz comercial


Recentemente foi lançado um comercial com a participação de atletas consagrados como Neymar e Anderson Silva, o qual faz alusão que as conquistas do homem não dependem de Deus, mas exclusivamente do “homem”, colocando o homem com um ser “soberano”. Confira, assista e comente…

A empresa Nike que comercializa produtos esportivos trata de maneira negativa a conhecida frase “Deus é brasileiro” em comercial lançado no canal da empresa no Youtube, são mostradas várias cenas de atletas praticando esportes ou treinando e uma narração acompanha as imagens desenvolvendo a ideia de que as conquistas vem exclusivamente do esforço pessoal e não de uma “força mágica ao nosso redor”.

– Faz tempo que a gente fala que Deus é Brasileiro, que não é a gente que traça nosso destino – afirma o vídeo, intitulado “Nike: Encontre Sua Grandeza”, que continua falando que na verdade a “grandeza” não “vem de cima”, mas sim do nosso esforço e vontade.

Utilizando a imagem de atletas consagrados como Neymar e Anderson Silva, o vídeo dá também uma conotação negativa ao termo “escolhido”, geralmente usado no contexto religioso para se referir a pessoas que teriam sido destacadas por Deus para uma determinada tarefa. De acordo com o texto do comercial, esse pensamento é o que paralisaria as pessoas de irem atrás de sua própria grandeza.

Fonte: inforgospel

04/12/2012

Cidades na Europa rejeita cristãos, o evangelho de Jesus e é “invadida por demônios”


Em alguns lugares da Europa os cristãos são rejeitados e consequentemente o evangelho de Salvação é repudiado, haja visto é um ritual a adoração a uma “deusa pagã” europeia estar sendo resgatado nos últimos anos e nesse ano com força total. Trata-se de um tradição que cultua “demônios” que na cultura os ajuda a ter proteção. -Confira, entenda e ore por missões…

Uma antiga tradição de ofertar a uma “deusa pagã” Europeia (o Perchten) é considerado nocivo e perigoso para a alma cristã parece estar de volta com toda força. Numa Europa que cada vez mais rejeita o cristianismo, o festival esta sendo feita com mais enfase este ano nas ruas de Salzburg (Suíça) e Tirol (Áustria).

 As máscaras com traços diabólicos são usados em procissões e festas nas regiões montanhosas da Áustria e Suíça. Isso faz parte dos costumes tradicionais de Natal nestas regiões europeia, que segundo tradição é para assustar os espíritos que o inverno traz.

Até o século 16 a tradição de ofertar a “deusa pagã” tinha duas versões uma delas era harmoniosas e bondosa (Schöne Perchten), enquanto que a outra era feia e escuro (Finster Perchten). Enquanto a primeira versão era comemorada com enfeites de fitas, correntes de ouro, folhagens e flores, a outra era com garras, presas, chifres, peles de animais e foi a que ficou nos costumes até hoje.

Diz a tradição que homens usando “Perchten escuro” deve visitar as casas fazendo barulho para afugentar os maus espíritos. Pessoas receber uma mistura de carbonato de sódio e de farinha de milho, alimento, que representa a força de regeneração de vida após a morte.

Este é o ressurgimento do paganismo europeu. Centenas de pessoas vestidas como demônios, cobertas da cabeça aos pés com peles de animais e máscaras de madeira, ficando com a aparência de de um culto a adoração ao diabo do que como é a pretensão deles afastar espíritos malignos. Durante o festival, adultos e crianças corriam pelas ruas da cidade, que em muitos casos assustam as crianças um pouco mais crescidas, enquanto as crianças pequenas vão se acostumando com o ambiente macabro e com certeza quando crescerem acharão tudo normal.

A explicação para este festival nestas regiões da Europa é para tentar resgatar este ritual a esta “deusa pagã” que começou por volta do ano 500 anos. Naquela época, os agricultores faziam esses ritos pagãos para afugentar os “fantasmas do inverno” e ajudar a trazer uma colheita proveitosa. Eles pensavam que ao trabalharem com máscaras assustadoras conseguiriam espantar os espíritos do inverno. Cientes que as vestimentas que usavam era alusivas ao “demônio” que por sua vez acreditavam que estas figuraças demoníacas assustariam os fantasmas que prejudicavam a produção das colheitas.

Veja um vídeo postado em 2011,onde mostra um pouco do festival e podemos ver claramente a condição a qual são levadas as crianças a aceitarem estes rituais como sendo normais e benéficos para suas vidas

Fonte: Inforgospel

%d blogueiros gostam disto: