Posts tagged ‘tolos’

26/09/2015

A super interessante cruzada anti-evangélica


xsuper-interessanteA capa de setembro da revista Super Interessante, editada pela Ed. Abril, saiu com o título: “Extremismo Evangélico”.

O subtítulo: “Milícias atacando cultos de outras religiões, minorias acuadas, teocracia no Congresso. Entenda como alguns radicais ameaçam incendiar o Brasil com ódio religioso”.

A primeira coisa a dizer é: Não há nenhuma surpresa. A revista é defensora de todas as atuais “causas progressistas”, nome abrandado para “causas da esquerda secular”.

A “Super” como se auto-apelida não faz segredo de sua militância pela descriminalização das drogas, mais do que isso, faz apologia do uso da maconha, publicando reportagens parciais que ignoram consensos científicos sobre os danosos efeitos do uso prolongado da droga.

Sobre a causa gayzista, inclusive abordada na reportagem, não preciso sequer dizer! A revista veste a camisa com o arco-íris! O mesmo ocorre com o aborto, além das bestiais reportagens pretensamente históricas sobre Jesus e/ou o cristianismo. Qualquer boato infundado vira capa.

Assim, havendo uma reportagem sobre os evangélicos em tal publicação, já se espera que seja em tom de contrariedade.

Perante o exposto, eu já sabia que viria pancada, mas acreditei que haveria uma mascarada tentativa de demonstração de isenção. Tática velha. Bateriam muito, mas abririam um espaçozinho para alguém fazer o “contraponto”. Para cada dez pancadas um assopro.

Seria o mínimo admissível para uma publicação do Grupo Abril, o maior do Brasil no setor.

Mas nem a isso se prestaram. Não há qualquer “respiro”. A reportagem diz simplesmente, de cabo a rabo, que os evangélicos estão aumentando em número e proporção e que isto representa um perigo para a estabilidade da nação!

Segundo ele, estamos entocados dentro das igrejas, formando grupos bélicos dispostos a impor o cristianismo na porrada!

A reportagem se abstém de distinguir o literal do metafórico. Informa a centenas de milhares de leitores, muitos destes alheios ao funcionamento real de uma igreja evangélica, que planejamos tomar o Congresso para estabelecer uma ditadura cristã!

Por fim, sugere ainda que a existência de evangélicos moderados (que no caso, são os de esquerda, tanto que o exemplificado é o “pastor” Ricardo Gondim, que disse certa vez: “Deus nos livre de um Brasil evangélico”!) é a única solução para conter o avanço dessa “agenda agressiva”.

Mesmo Olavo de Carvalho, católico, com sérias restrições ao protestantismo, publicou em seu facebook que a Super Interessante deveria ser processada por crime de ódio contra os evangélicos.

Não vou tão longe, embora não irei recriminar quem o for, mas recomendo que pelo menos enviemos e-mails à Redação, manifestando nossa indignação.

O e-mail é: superleitor@abril.com.br

Enviei o meu, que copio abaixo:

“Parcial, ofensiva, rasa, incapaz de distinguir o que é metáfora do que é literal. 

Acho interessante o modo como os evangélicos sempre são rotulados como propagadores do ódio, mas aqueles que propagam o ódio contra os evangélicos são sempre almas nobres, mensageiros da paz e da justiça. 

Os evangélicos se escudam na Constituição, que lhes garante liberdade de crença, para ter seus conceitos de certo e errado. Mas de forma alguma há propagação de ódio ou intolerância. Cremos que algumas práticas são pecaminosas e impróprias à luz da Bíblia, nosso manual de conduta, mas não impedimos ninguém de praticá-las. 

O uso de casos isolados, que representam absurdos, mas que ocorrem não apenas no meio evangélico, mas em todos os outros, INCLUSIVE NO LAICISTA, revela a parcialidade, já que a ocorrência em outros meios não suscita as mesmas reações. 

Os evangélicos são pessoas pacatas, que realizam obras assistenciais inequiparáveis dentro do país, e merecem ser respeitados, pois são cidadãos pagadores de impostos que vivem dentro da lei. 

Que qualquer abuso seja denunciado de acordo com a legislação vigente, punindo os responsáveis, mas somente eles, e não mais de 40 milhões de evangélicos inocentes.”

Por: Renan Alves da Cruz

Fonte: Gospel Prime

04/12/2012

Ser “grande” abençoado(a) não vem de Deus mas só da força do homem diz comercial


Recentemente foi lançado um comercial com a participação de atletas consagrados como Neymar e Anderson Silva, o qual faz alusão que as conquistas do homem não dependem de Deus, mas exclusivamente do “homem”, colocando o homem com um ser “soberano”. Confira, assista e comente…

A empresa Nike que comercializa produtos esportivos trata de maneira negativa a conhecida frase “Deus é brasileiro” em comercial lançado no canal da empresa no Youtube, são mostradas várias cenas de atletas praticando esportes ou treinando e uma narração acompanha as imagens desenvolvendo a ideia de que as conquistas vem exclusivamente do esforço pessoal e não de uma “força mágica ao nosso redor”.

– Faz tempo que a gente fala que Deus é Brasileiro, que não é a gente que traça nosso destino – afirma o vídeo, intitulado “Nike: Encontre Sua Grandeza”, que continua falando que na verdade a “grandeza” não “vem de cima”, mas sim do nosso esforço e vontade.

Utilizando a imagem de atletas consagrados como Neymar e Anderson Silva, o vídeo dá também uma conotação negativa ao termo “escolhido”, geralmente usado no contexto religioso para se referir a pessoas que teriam sido destacadas por Deus para uma determinada tarefa. De acordo com o texto do comercial, esse pensamento é o que paralisaria as pessoas de irem atrás de sua própria grandeza.

Fonte: inforgospel

04/12/2012

Cidades na Europa rejeita cristãos, o evangelho de Jesus e é “invadida por demônios”


Em alguns lugares da Europa os cristãos são rejeitados e consequentemente o evangelho de Salvação é repudiado, haja visto é um ritual a adoração a uma “deusa pagã” europeia estar sendo resgatado nos últimos anos e nesse ano com força total. Trata-se de um tradição que cultua “demônios” que na cultura os ajuda a ter proteção. -Confira, entenda e ore por missões…

Uma antiga tradição de ofertar a uma “deusa pagã” Europeia (o Perchten) é considerado nocivo e perigoso para a alma cristã parece estar de volta com toda força. Numa Europa que cada vez mais rejeita o cristianismo, o festival esta sendo feita com mais enfase este ano nas ruas de Salzburg (Suíça) e Tirol (Áustria).

 As máscaras com traços diabólicos são usados em procissões e festas nas regiões montanhosas da Áustria e Suíça. Isso faz parte dos costumes tradicionais de Natal nestas regiões europeia, que segundo tradição é para assustar os espíritos que o inverno traz.

Até o século 16 a tradição de ofertar a “deusa pagã” tinha duas versões uma delas era harmoniosas e bondosa (Schöne Perchten), enquanto que a outra era feia e escuro (Finster Perchten). Enquanto a primeira versão era comemorada com enfeites de fitas, correntes de ouro, folhagens e flores, a outra era com garras, presas, chifres, peles de animais e foi a que ficou nos costumes até hoje.

Diz a tradição que homens usando “Perchten escuro” deve visitar as casas fazendo barulho para afugentar os maus espíritos. Pessoas receber uma mistura de carbonato de sódio e de farinha de milho, alimento, que representa a força de regeneração de vida após a morte.

Este é o ressurgimento do paganismo europeu. Centenas de pessoas vestidas como demônios, cobertas da cabeça aos pés com peles de animais e máscaras de madeira, ficando com a aparência de de um culto a adoração ao diabo do que como é a pretensão deles afastar espíritos malignos. Durante o festival, adultos e crianças corriam pelas ruas da cidade, que em muitos casos assustam as crianças um pouco mais crescidas, enquanto as crianças pequenas vão se acostumando com o ambiente macabro e com certeza quando crescerem acharão tudo normal.

A explicação para este festival nestas regiões da Europa é para tentar resgatar este ritual a esta “deusa pagã” que começou por volta do ano 500 anos. Naquela época, os agricultores faziam esses ritos pagãos para afugentar os “fantasmas do inverno” e ajudar a trazer uma colheita proveitosa. Eles pensavam que ao trabalharem com máscaras assustadoras conseguiriam espantar os espíritos do inverno. Cientes que as vestimentas que usavam era alusivas ao “demônio” que por sua vez acreditavam que estas figuraças demoníacas assustariam os fantasmas que prejudicavam a produção das colheitas.

Veja um vídeo postado em 2011,onde mostra um pouco do festival e podemos ver claramente a condição a qual são levadas as crianças a aceitarem estes rituais como sendo normais e benéficos para suas vidas

Fonte: Inforgospel

04/12/2012

Episódio de Os Simpsons queima Bíblia e debocha de Deus


Episódio de Os Simpsons queima Bíblia e debocha de DeusA série animada “Os Simpsons” famosa por suas polêmicas está sendo multada em 22.600 euros por debochar de Deus.

A multa foi aplicada pelo Alto Conselho Audiovisual (RTUK) turco ao canal de televisão CNBC-E por ter exibido um episódio que Deus aparece servindo uma xícara de café a Satã.

De acordo com o órgão, o episódio “debocha da crença”. Além disso, no mesmo episódio, jovens são encorajados a consumir álcool por ocasião do Ano Novo e a morte incentivada por “ordem divina”, segundo o jornal turco Hurriyet.

“A Bíblia é publicamente queimada e Deus e Satã são mostrados sob a forma de humanos”, denunciam as autoridades citadas pelo jornal. As informações são da Revista Veja.

%d blogueiros gostam disto: