Posts tagged ‘TV’

11/01/2016

Mulher é esfaqueada enquanto lia a Bíblia no ES


solange-teixeiraUm crime terrível assustou os moradores da zona rural de Presidente Kennedy (ES) na madrugada da última quarta-feira (6). Um lavrador de 46 anos foi até a casa de sua irmã e a esfaqueou.

O curioso é que a mulher de 34 anos foi obrigada pelo irmão a ler a Bíblia enquanto ele a golpeou com uma faca. O crime aconteceu por volta das 3h30 segundo as testemunhas, ao que parece o homem chegou afirmando que alguém havia entrado em sua casa e pedindo para que as pessoas chamassem a polícia.

O acusado é Sebastião Teixeira, familiares garantem que ele estava com confusão mental, porém sóbrio. Ele estava com uma faca na cintura, o que leva a crer que ele já tinha a intenção de machucar alguém.

Solange Teixeira foi golpeada no peito e chegou a ser socorrida pelos vizinhos que a levaram ao Pronto Atendimento do município. Pela gravidade do ferimento, ela foi transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, onde permanece internada em estado grave.

A mãe dos envolvidos presenciou o crime e está em estado de choque. Sebastião foi preso e encaminhado para a delegacia de Itapemirim, onde será autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Com informações Folha Vitória

11/01/2016

Ator que interpretou Bozo será diretor de programa evangélico na TV


O ator que interpretou Bozo, um dos palhaços mais famosos do Brasil e grande sucesso dos anos 80, está voltando a atuar na TV em um papel completamente diferente. Arlindo Barreto será diretor de externas do programa evangélico “Jovens de Fé”, da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná.

Imagem redimensionadaA atração, que ainda não tem previsão de estreia, será apresentada por Deia Benoliel e terá direção geral de Henrique Rebelo, ex-diretor do programa “Fantástico”, da TV Globo.

Em 2016, a história de Arlindo Barreto será contada nos cinemas em um filme biográfico. O longa “O Rei das Manhãs” será protagonizado pelo ator Vladimir Brichta, contando a trajetória de Barreto até se tornar o palhaço mais famoso do Brasil, além de seu envolvimento com as drogas depois do estrelato.

Ao lado de Brichta, a atriz Emanuelle Araújo dará vida a Gretchen, com quem Arlindo viveu um romance na década de 80.

Fonte: Guia-me

26/12/2015

Vídeo contra o casamento gay viraliza nas redes sociais


yago-martinsEm pouco mais de um mês, um vídeo de 12 minutos passou dos três milhões de visualizações no Facebook apenas na página que foi originalmente publicado. Como é comum, foi repostado por várias outras pessoas e possui versões para outras redes sociais. Sendo assim é difícil calcular seu alcance total.

O que chama mais atenção é que, ao contrário do que normalmente acontece com vídeos ‘virais’, não é curto nem possui um tom cômico. Trata-se de uma avaliação consistente sobre a origem do conceito de casamento e como a união consensual afetiva de pessoas do mesmo não pode ser chamada assim.

O jovem pastor batista Yago Martins, que é escritor e diretor da Academia de Formação em Missões Urbanas, contrasta as imposições “politicamente corretas” de nossos dias com o ensinamento bíblico sobre o assunto.

Inicia falando que os conceitos de casamento e família são anteriores ao Estado. Logo, o governo não pode mudar esse conceito. “O casamento gay não existe…. casamento vem de acasalamento, traz a ideia de união reprodutiva”, enfatiza.

Rebatendo alguns argumentos comuns dos movimentos LGBT no país, usa argumentos etimológicos, históricos e sociológicos para mostrar a incoerência de se usar o termo “casamento” para falar das uniões gays.

Procura mostrar que “a família sempre foi percebida como um ato heterossexual, casamento não foi definido pelo Estado, foi percebido… Havia família quando não havia Estado”.

O pastor Martins contribui para a discussão do tema que tem ganhado cada vez mais espaço na sociedade brasileira. Ao mesmo tempo desafia a igreja para aprofundar a reflexão e sem precisar recorrer a ofensas ou debates tantas vezes infrutíferos.

“Se o mundo vai piorar, que nós sejamos [igreja] aqueles poucos que vão contra o caminho daqueles que destroem instituições milenares”, desafia.

Assista:

02/12/2015

Jovens cristãos fazem paródia para responder vídeo pró-aborto gravado por atores globais


pro abortoUm grupo de jovens cristãos fez uma paródia, com críticas abertas, ao vídeo pró-aborto “Meu Corpo, Minhas Regras”, estrelado por atores da TV Globo.

O vídeo em questão traz um discurso extremista de feminismo e prega a legalização do aborto como um reconhecimento de liberdades individuais da mulher. A repercussão nas redes sociais foi extremamente negativa, e o material tornou-se um dos que possui maior reprovação no YouTube.

A resposta dos jovens, intitulada “Meu Corpo, Teu Corpo”, traz argumentos contra o aborto, abordando passagens bíblicas que foram ironizadas no vídeo original.

“É impressionante quem teve o direito de nascer querer tirar o direito do outro nascer. Quem deseja o direito do próprio corpo, precisa respeitar o direito do corpo do outro”, diz o texto, ressaltando o valor da vida e os direitos das crianças.

“Nunca foi fácil ter uma criança no mundo. É milenar. Desde o tempo de Nossa Senhora […] a virgem Maria. Virgem? Virgem e mãe. Gravidez turbulenta. Família pobre. Treze anos e correndo o risco de ser morta apedrejada. Quanto medo, quanta insegurança. Essa sim tinha motivo de sobra para dizer não, mas ela disse ‘quero’, mesmo sem saber o que ia acontecer no futuro”, diz o texto, respondendo à argumentação dos defensores do aborto de que a virgindade de Maria seria um erro de tradução. Assista o vídeo:

Erro de tradução?

Assim que o vídeo viralizou nas redes sociais, o pastor Jackson Jaques gravou uma resposta aos produtores e falou sobre o contexto histórico e cultural para o uso da palavra hebraica “almah”, usada na profecia de Isaías sobre a concepção virginal de Jesus para descrever sua mãe, e explicou que eram usuais na época os termos não literais para descrever uma virgem.

Jaques acrescentou que 250 anos antes de Cristo, os tradutores que transcreveram o Velho Testamento para o grego tiveram a capacidade de compreender essa característica da literatura de séculos atrás: “Sempre que a Bíblia usa a palavra ‘almah’, está se referindo sim a uma virgem. A palavra ‘Bethulah’ se entende que toda moça em Israel é virgem. O termo usado para quando ela é nova é ‘Almah‘, porque seria uma redundância dizer que ela é virgem”.

Confira a resposta na íntegra aqui.

Fonte: Gospel Mais

30/10/2015

Jogador é punido por comemorar “gol” agradecendo a Deus


Jogador é punido por comemorar “gol” agradecendo a Deus Enquanto no Brasil e em vários países do mundo jogadores profissionais comemoram gols e títulos agradecendo a Deus, nos EUA uma grande polêmica vem surgindo por causa disso.

Este mês, o quarterback do time de futebol americano Mexico High School, em Nova York, foi punido por apontar para o céu após marcar um touchdown, equivalente ao gol no futebol brasileiro.

O quarterback é o armador e capitão das equipes. Mas quando o jovem Dante Turo foi punido pelo árbitro, todo o time perdeu. Os juízes alegaram que o comportamento de Turo foi antiesportivo. Sua equipe teve de perder espaço para o adversário e acabou derrotado pelo time de Verona-Sherrill, pelo placar de 33 a 31.

Para marcar o touchdown, que significa cruzar a linha final do campo adversário, o jogador de 17 anos precisou correr mais de 60 metros com a bola oval nas mãos, desviando de seus adversários. Entrevistado pela rede Fox News, explicou: “Apontar para Deus é um símbolo internacional de glorificação a Jesus, e era isso o que estava tentando fazer”.

O pai do atleta, Geno Turo, o defendeu: “Ele queria fazer algo naquele momento para não receber o crédito e deu glória a Deus. Afinal, Deus nos dá a capacidade e o talento. Como cristãos, queremos ter a certeza de reconhecemos isso”.

O técnico da Mexico High School desabafou: “Os juízes disseram que era um insulto [aos não cristãos]. Eu disse a eles que Turo estava louvando a Deus. Como isso é um insulto?”.

A polêmica está longe de acabar, pois muitos acusam as autoridades esportivas americanas de querer eliminar qualquer manifestação religiosa das competições estudantis.

Um episódio similar ocorreu recentemente com o treinador de futebol americano Joe Kennedy de Bremerton High School, em Washington. Ele foi proibido de fazer orações com sua equipe antes e depois dos jogos.

Essa é uma tradição que ele mantém há sete anos, desde que assumiu o posto. Caso continue fazendo isso, corre o risco de ser demitido.  Após o jogo contra a equipe da Centralia High School, dia 17, ele foi para o meio do campo e orou com os jogadores de seu time.

Kennedy, que foi da Marinha durante 20 anos, antes de ser treinador, explicou que “Isso faz parte de um acordo pessoal com Deus, parte da minha fé. Eu quero dar-lhe a glória depois de cada jogo, e vou continuar fazendo isso”.

Chama atenção o fato de como nos Estados Unidos, um dos países responsáveis pela evangelização do mundo, nos últimos anos vem tentando eliminar todas as manifestações públicas de fé em Jesus Cristo. Ao mesmo tempo, seu governo defende tanto os direitos das minorias, impondo leis que punem qualquer discriminação, especialmente contra gays e muçulmanos. Com informações de Washington Times e Christian Post

29/10/2015

IURD e IMPD se unem no apoio a CPMF


IURD e IMPD se unem no apoio a CPMFO bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, já discutiram e se ameaçaram publicamente várias vezes. Quando a IMPD começou a tirar fiéis da IURD, começou uma acirrada campanha para desmoralizar o apóstolo, especialmente nos programas de TV e nos sites ligados a Macedo.

Contudo, agora esses dois rivais estão vivendo um tempo de aliança. Ambos estão juntos com o governo petista, defendendo a aprovação da CPMF. Claro, desde que as igrejas fiquem isentas.

A imagem que marcou essa união, que deve ser apenas temporária, é do encontro da presidente Dilma com o senador Marcelo Crivella (PRB/RJ), ao lado do deputado federal Francisco Floriano (PR/RJ). Ambos são líderes das “alas evangélicas” de seus respectivos partidos, que formam a base aliada do governo petista. Ao mesmo tempo Crivella é bispo licenciado da Universal e Floriano é pastor da Igreja Mundial.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, em sua coluna do jornal O Globo, essa composição dos grupos políticos de Macedo e Santiago gera “ciumeira” em outros líderes evangélicos, que não foram chamados.

No início do mês, diversos pastores e líderes denominacionais foram a Brasília se encontrar com Dilma e “garantir” a previsão da Constituição Federal de isenção tributária para todos os templos religiosos.  Na ocasião, a presidente garantiu aos líderes que os templos evangélicos, católicos, espíritas e de todas as demais religiões não serão tributados caso a CPMF seja aprovada no Congresso.

Além de representantes da IURD e IMPD, estavam o bispo Geraldo Tenuta, da Igreja Renascer em Cristo; Pastores Samuel e Abner Ferreira, da Assembleia de Deus Madureira, Juanribe Pagliarin, da Paz e Vida.

Publicamente, o único líder que se manifestou contra a CPMF foi o pastor Silas Malafaia, que ameaçou denunciar em seu programa todos os deputados evangélicos que votarem a favor da CPMF.

“O deputado evangélico que apoiar essa porcaria eu vou dizer o nome no meu programa e vou pedir para que os evangélicos não votem mais neles”, afirma. “Eu sou contra beneficiar as religiões”, afirma Malafaia. “Chega, o que passar disso [imunidade tributária da Constituição] é palhaçada!”.

Obs: é engraçado ver pastores que não une para pregar a palavra de Deus, mas para apoiar o governo a criar mais imposto para punir, o povo com altos impostos. Os mesmo deveriam esta reunido para ajudar outras igrejas que estão trabalhando para tirar viciados do craque, das ruas. Poderiam criar centro de tratamento para os que vivem com pessoas viciadas…

29/10/2015

Revista Superinteressante ataca fé cristã (de novo)


Revista Superinteressante ataca fé cristã (de novo) Embora a revista Veja seja considerada por muitos um dos bastiões da imprensa contra o comunismo e favor dos conservadores, sua editora, a Abril, também é responsável pela Superinteressante.

Desde seu surgimento, na era da comunicação pré-internet, a publicação foi responsável por trazer uma série de informações que dificilmente eram encontradas fora de livros especializados. O foco da Superinteressante sempre foi abordar assuntos mais complexos em linguagem fácil e acessível. Contudo, nos últimos anos a revista tem feito uma série de reportagens que visam “desmistificar” a Bíblia e atacar as crenças do cristianismo.

Este ano duas capas geraram contrariedade no meio evangélico. Em setembro, o foco foi o chamado “Extremismo evangélico”. A capa exibia uma Bíblia coberta de sangue e a chamada dizia “Veja como os fundamentalistas ameaçam as liberdades individuais – e o próprio futuro das igrejas”. No miolo, reportagens tentando dizer que todos que defendem os preceitos da Bíblia são extremistas e tem sede de sangue, assim como os que corromperam os ensinamentos e se tornaram “inclusivos” em relação aos gays são os únicos que refletem o “amor”.

A edição que chega às bancas na próxima semana também promete uma série de distorções. Possivelmente por causa do sucesso da novela “Os Dez Mandamentos”, da Rede Record, os editores da Superinteressante dedicam a matéria de capa ao tema. Mas os primeiros anúncios mostram o tom do texto. “Como um rei megalomaníaco, muita geopolítica e uma farsa de proporções bíblicas criaram a saga de Moisés – o herói que foi sem nunca ter sido”, é a chamada divulgada nas redes sociais.

Superdesinteressante

Um dos autores do material é o jornalista Reinaldo José Lopes, que mantém o blog “Darwin e Deus”, onde procura constantemente mostrar como questões de fé podem ser explicadas pela ciência.

A Veja também já publicou material que atacava diretamente os ensinos de Jesus, além de questionar sua existência. Mas as matérias da Superinteressante são bem mais incisivas.

Curiosamente, quando a Super dedicou capas para falar do islamismo, o tom é bem menos crítico. “Os fundamentalistas são ínfima minoria no Islã, mas, com ações de grande repercussão, acertam em cheio os corações de milhares de muçulmanos com baixa autoestima – a causa antiocidental resgata a tão machucada identidade islâmica. Mas há também fundamentalistas islâmicos pacifistas e eles são a maioria”, dizia o texto do primeiro número dedicado ao assunto.

Em fevereiro de 2015, a matéria de capa abordava a vida de Maomé, o fundador do Islamismo. O texto é quase todo só de louvores ao Islã: “Uma religião humanitária, que, ao propor uma sociedade menos desigual e mais aberta ao diálogo, encarnou muito do que a humanidade tem de melhor. Que meia dúzia de psicopatas não acabem com esse legado”.

Com quase 40 marcas, que atingem 23 milhões de assinantes semanalmente (sem contar as edições digitais), o que faz com que a maior editora de revistas do Brasil ataque os relatos bíblicos e defenda os do Alcorão?

29/10/2015


Imagem redimensionadaDeputados apresentaram nesta segunda-feira (26) recursos para levar o projeto do Estatuto da Família (PL 6583/13) à votação no Plenário da Câmara. A proposta foi aprovada em comissão especial no último dia 8 e, por tramitar em caráter conclusivo, seguiria diretamente para o Senado.

A deputada Erika Kokay (PT-DF) e o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), no entanto, conseguiram as assinaturas necessárias para solicitar a análise do projeto em Plenário. Não há prazo para essa votação e quem define a data é o presidente da Câmara. Em caso de aprovação do recurso, o Plenário da Câmara terá de votar o estatuto. Já em caso de rejeição do recurso, o estatuto seguirá para o Senado.

O texto causa polêmica por definir família como o núcleo formado a partir da união entre um homem e uma mulher. Erika Kokay argumenta que o estatuto deixa de contemplar vários arranjos familiares presentes no Brasil, como a união entre pessoas do mesmo sexo, já reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Imagem redimensionada“Esse estatuto define uma lógica de família que exclui as demais e as joga no limbo do processo de discriminação. Com o recurso, é suspenso o poder conclusivo e, enquanto ele não for apreciado, o projeto não caminha para o Senado. Penso que a Câmara, na sua maioria, não vai concordar com um projeto que é obscurantista e inconstitucional, porque o Supremo já decidiu sobre isso”, afirmou a deputada.

Na apresentação dos recursos de Erika Kokay e Jean Willys, nesta segunda-feira, vários representantes de movimentos sociais, principalmente LGBTs, fizeram manifestação na Câmara, com palavras de ordem e cartazes em que classificam o Estatuto da Família de “discriminatório”, “homofóbico”, “machista”, “patriarcal” e “inconstitucional”.

O Estatuto da Família foi aprovado na comissão especial com o apoio maciço das bancadas religiosas, sobretudo a evangélica.

Expectativa de aprovação

O relator da matéria, deputado Diego Garcia (PHS-PR), afirmou que o recurso para apreciação em Plenário já era esperado e não deve reverter a tendência de aprovação do texto na Câmara. “Estamos muito bem seguros de que o texto apreciado no Plenário também será aprovado com grande maioria. É uma oportunidade de a sociedade brasileira saber o que cada parlamentar pensa a respeito de todos os ataques que a família vem sofrendo no dia a dia”, disse.

O estatuto também trata de direitos da família e das diretrizes das políticas públicas voltadas para valorização e apoio à “entidade familiar”. O projeto cria ainda os Conselhos da Família, que seriam órgãos permanentes e autônomos com poder para auxiliar na elaboração de políticas públicas, além de acompanhar e fiscalizar sua implementação.

Íntegra da proposta:

PL-6583/2013

Fonte: Agência Câmara Notícias

28/10/2015

Mais de 4 mil se entregam a Jesus durante Festival em Fortaleza


Mais de 4 mil se entregam a Jesus durante Festival em Fortaleza

Nos últimos dias 22, 23 e 24 de outubro, o Arena Castelão deixou de ser um local de disputas e rivalidades esportivas para dar lugar à esperança e à propagação do Evangelho.

Ao total, 95 mil pessoas compareceram aos três dias do Festival de Esperança e 4.188 pessoas decidiram entregar suas vidas a Jesus Cristo, no evento organizado pela Associação Evangelística Billy Graham, em parceria com a Ordem de Ministros Evangélicos do Ceará.

Além da pregação evangelística do reverendo Franklin Graham, a grande cruzada evangelística que já foi realizada em diversos países de todo o mundo, teve em sua edição de Fortaleza, a participação dos cantores PG, Rose Nascimento, Carlos Rilmar e as atrações internacionais: Dennis Agajanian, Tommy Coomes Band e Michael W. Smith.

Evangelho = poderoso agente de transformação

Quando questionado sobre o benefício do Evangelho em meio a um cenário marcado por problemas sociais, como violência, pobreza, violência ou problemas políticos como a corrupção, Franklin Graham explicou que a transformação precisa começar no coração humano.

“Eu tenho visto a pobreza, não somente aqui [no Brasil], mas em todo o mundo. Vejo muitas injustiças sociais. Mas a maior injustiça aconteceu quando Jesus Cristo foi crucificado. Um homem inocente, que foi traído e entregue a homens invejosos, que o acusaram e exigiram que Ele fosse executado. Esta foi a maior injustiça social que já aconteceu e por isso Jesus se preocupa”, afirmou.

“Olhe para a criminalidade, por exemplo. Ela existe em todos os países. A corrupção também está em todo lugar. A única maneira pela qual podemos resolver o problema da corrupção, o único meio pelo qual a injustiça pode acabar é com a mudança do coração humano”.

O pastor explicou que a maldade e o pecado já fazem parte da natureza humana, mas Deus está disposto a perdoar e curar os corações daqueles que estiverem dispostos a reconhecer seus erros e caminhar com Cristo.

“A Bíblia diz que ‘Deus amou o mundo de tal maneira, que mandou o seu único filho, para que todo aquele que nEle crê não morresse mas tenha a vida eterna’. Jesus Cristo veio a este mundo para tomar sobre si os nossos pecados. Se estivermos dispostos a confessar nossos pecados e, pela fé, convidarmos Jesus Cristo para entrar em nossos corações, ele vai curar os nossos corações”, disse.

“Será que isto vai parar com a pobreza? Não. Jesus disse que sempre teremos os pobres conosco. Mas a criminalidade vai ser reduzida, sim, porque um seguidor de Jesus não quer machucar, nem roubar ninguém. Se Fortaleza colocar a sua fé e confiança em Jesus Cristo, você verá uma grande mudança social nesta cidade. Jesus Cristo pode fazer a diferença e por isso estamos aqui: para falar do amor de Jesus”, finalizou.

28/10/2015

Novo presidente da Guatemala é eleito após prometer pôr fim à corrupção


O novo presidente eleito da Guatemala, o evangélico Jimmy Morales, 46 anos, alcançou o posto de maior autoridade do país de forma meteórica, pois nunca havia se candidatado a nenhum cargo antes de tentar a presidência.

Imagem redimensionadaMorales, que é teólogo e membro de uma Igreja Batista, é conhecido nacionalmente como humorista, pois ao longo de 14 anos atuou nas emissoras de TV fazendo piadas e esquetes de humor.

Ao se lançar candidato, juntamente com outros treze políticos, Morales foi desacreditado. No entanto, a divulgação do envolvimento do atual presidente e sua vice com um escândalo de corrupção que lucrava a partir de fraudes alfandegárias, o discurso de Morales passou a receber atenção dos eleitores.

Seu mote de campanha era “nem corrupto, nem ladrão”, e sempre que podia, em entrevistas, discursos ou debates, Morales se descrevia como um “nacionalista cristão” e ressaltava sua intenção de acabar com as ilegalidades: “Meu compromisso é com Deus e com o povo guatemalteco”.

No primeiro turno, Morales superou a desconfiança e carimbou sua passagem ao segundo-turno das eleições, disputado com a ex-primeira-dama, Sandra Torres.

Quando as urnas foram abertas no último domingo, 25 de outubro, Morales havia recebido mais do que o dobro dos votos de Torres: 68,5% contra 31,5%. Em em seu discurso de vitória, reforçou o que disse ao longo de toda a campanha: “Se dermos o exemplo desde cima, há mais probabilidades e solvência moral para exigir aos escalões intermediários e mais baixos para que todas as coisas sejam feitas sem corrupção”, disse.

Agradecendo o voto de confiança dos eleitores, o novo presidente eleito disse que a atitude dos guatemaltecos em apostar em alguém sem experiência política foi corajosa: “Foi um voto valente, um voto de esperança, um voto que tem claro de que é preciso acabar com a corrupção. Faço um chamado a todos para que construamos essa realidade”, afirmou Morales.

O novo presidente da maior economia da América Central apontou, há aproximadamente um mês, qual seria sua estratégia inicial para combater atos de corrupção: “Portas abertas e auditoria de tudo. Nas instituições, na justiça, na polícia, nas alfândegas”, elencou, em entrevista à agência Reuters.

Fonte: Gospel +

%d blogueiros gostam disto: