Posts tagged ‘Twitter’

20/09/2013

Rachel Sheherazade defende Feliciano e condena beijo gay durante culto. Assista!


 

Rachel Sheherazade defende Feliciano e condena beijo gay durante culto. Assista!A apresentadora do SBT Brasil Rachel Sheherazade voltou a defender o pastor Marco Feliciano nesta quarta (18).

Em mais uma de suas análises sobre acontecimentos do momento, no quadro “Opinião”, ela falou sobre o protesto com beijo gay durante o Glorifica Litoral, no último domingo. O culto tinha como pregador o pastor Feliciano, que pediu a prisão das jovens.

“Isso aqui não é a casa da mãe joana, é a casa de Deus”, disse Feliciano. A polícia tirou as duas do meio da multidão de evangélicos que participava do evento. Joana Palhares e sua namorada, Yunka Mihura, não se conformaram. Alegam que foram agredidas pelos policias e anunciaram que pretendem processar o deputado.

O caso teve grande repercussão entre os evangélicos. O pastor Marco Feliciano desabafou no Twitter dizendo que só “fazem isso contra evangélicos porque somos pacatos, de paz…”. Silas Malafaia também criticou a atitude das ativistas e disse que as jovens mereciam ser presas.

A opinião de Shererazade foi muito comentada nas redes sociais na noite de hoje. Em outras ocasiões ela já deixou claro que não vê problemas em ser criticada por ter uma postura diferente da imprensa em geral. “Nem todo conservadorismo é ruim. É diferente de ser retrógrado.”

Em outras ocasiões, disse que os ateus “não sabem o que dizem” e chamou de “intolerantes” os defensores do Estado laico, mas também já denunciou falsos profetas que vendem prosperidade nas igrejas. A jornalista sempre defendeu a liberdade religiosa e de pensamento, como a própria Constituição Federal garante aos brasileiros.

Seu comentário no quadro de hoje foi:

“Há muita confusão ou desinformação quando se discute a liberdade de expressão. Como qualquer outra garantia constitucional, não é um direito ilimitado, nem, em nome dela, pode-se atropelar outros direitos como a liberdade religiosa e a proteção aos locais de culto e suas liturgias.

Liberdade de expressão não é salvo conduto para o desrespeito. Não garante o direito de afrontar, insultar, ofender…
Se nas ruas, o beijo entre duas mulheres (ou entre dois homens) já não ofende a moral pública, num culto religioso ainda é afronta, irreverência.

Há dois mil anos, Cristo não tolerou os vendilhões no templo, e os expulsou, ensinando que há hora e lugar para tudo. Inclusive para os protestos.

As meninas erraram o foro. Deveriam ter se manifestado na Câmara Federal, que é a casa dos deputados. O culto religioso é a casa de Deus”.

Assista:

 

16/09/2013

Ateu mais famoso do mundo diz apoiar o estudo da Bíblia e que tem “amor pela igreja”


Ateu mais famoso do mundo diz apoiar o estudo da Bíblia e que tem “amor pela igreja” O biólogo evolucionista Richard Dawkins, autor de livros como “Deus: um delírio”, é um dos ateus mais influentes do mundo. Com certeza é o mais famoso. Toda vez que ele diz algo importante, acaba noticiado pela impressa de todo o mundo.

Em agosto ele surpreendeu seus seguidores no Twitter ao declarar: “Todos os muçulmanos do mundo têm menos prêmios Nobel que o Trinity College, em Cambridge. Esquecem que eles fizeram grandes coisas na Idade Média”. Um elogio aos muçulmanos?

Semana passada ele confessou em uma e entrevista ter sofrido nos anos de 1950 “uma leve pedofilia”. Porém, fez uma ressalva: “isso não causou nenhum dano duradouro. Não pode ser condenada pelos mesmos padrões que eu ou qualquer um usaria hoje”. Choveram críticas. Ele veio a público esclarecer que de modo algum apoia o crime de pedofilia.

Na edição da revista inglesa “The Spectator” que chegou às bancas esta semana, mais uma revelação surpreendente: “Tenho um certo amor pela igreja anglicana”. Mas ele não defendia a extinção de todas as religiões e, consequentemente, de seus templos?

Aos 71 anos, Dawkins está lançando este mês sua uma autobiografia, “An Appetite for Wonder: the Making of a Scientist” [Fome pela descoberta: como se forma um cientista]. Ao preparar seu livro de memórias ele parece especialmente interessado em esclarecer muitas coisas. Recentemente, ele parou de ensinar na Universidade de Oxford, uma das mais influentes da Europa. Com isso, tem dedicado mais tempo para pensar, entre outras coisas, em seu mais antigo adversário: Deus.

Em seu novo livro, Dawkins conta quando se descobriu ateu. Quando adolescente, ainda estudando na tradicional escola Oundle, ajudou a liderar uma pequena insurgência. Ele e outros alunos recusaram-se a ajoelhar na capela durante um culto. O diretor da escola o repreendeu. “Quando ele questionou minha rebelião contra o cristianismo, aquilo foi uma revelação”, conta.

A Igreja da Inglaterra (Anglicana) ainda é a religião oficial do Reino Unido. Perguntado sobre isso, o biólogo vai mais fundo. ”Eu tenho certa gratidão pela tradição anglicana, por sua tolerância benigna. Suspeito que muitos que professam o anglicanismo provavelmente não acreditam em nada disso… mas acho que eu sou um cristão anglicano cultural e vejo a igreja do país… com um certo amor”. Instigado, o repórter questiona ele se sentiria falta se as igrejas deixassem de existir. ”Sim, talvez”, admite.

Mas rapidamente esclarece: “Eu sentiria falta da mesma maneira que sentiria falta do jogo de críquete inglês… Eu sentiria falta como uma perda estética, por causa dos sinos da igreja, esse tipo de coisa… Eu certamente nunca faria o que alguns dos meus colegas americanos fazem ao opor-se aos símbolos religiosos, como cruzes na praça pública e coisas assim, eu não me preocupo com nada disso, estou até muito feliz por isso… Acho importante preservar essa tradição anglicana, especialmente quando vemos tanta competição”.

Por fim, elabora “Sou completamente a favor de educar as pessoas neste país na Bíblia”.

“Também acredita que os alunos deveriam aprender sobre o Alcorão e todos os outros livros religiosos?”, questiona a The Spectator.

“Acho que não… meu ponto de vista é literário – uma vez que neste país, em geral ninguém estuda literatura árabe – é o suficiente que eles devem conhecer a Bíblia King James tanto quanto precisam conhecer Shakespeare. Você nunca poderá estudar a História da Europa se não entender a hostilidade permanente entre católicos e protestantes. Suponho que precisamos conhecê-la por causa da história”.

No final da entrevista ele foi questionado se não teme que seus admiradores mais fervorosos fiquem contrariados com essas declarações. “Espero que isso não seja verdade. Eu odiaria que alguém tomasse o que eu digo como uma espécie de regra sobre como ele deveria se comportar. Quero que as pessoas escutem os argumentos e julguem por si mesmas. Esse sempre foi o meu objetivo”.

01/09/2013

Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar


Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar

Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar

Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar

O Pastor Marco Feliciano usou sua conta no Twitter para iniciar uma campanha contra um vídeo do coletivo de humor Porta dos Fundos.

Publicado nesta segunda (19), o vídeo “Oh, Meu Deus!” mostra a atriz e cantora Clarice Falcão interpretando uma mulher que vai ao ginecologista e lá descobrem uma imagem de Jesus Cristo em sua vagina, o vídeo do Porta dos Fundos já foi visto por mais de 283 mil pessoas.
A descoberta da imagem provoca uma peregrinação para ver as partes íntimas da moça.
Incomodado com o conteúdo do vídeo, Marco Feliciano escreveu no microblog  ”Assim caminha a humanidade… Video podre! Ajudem a denunciar para retira-lo do ar —>
Faça o seu protesto.
Com informações do Uol / via Portal Guiame
28/11/2012

Sara Sheeva pastora evangélica sugere texto do seu blog sobre o cristão e a música do mundo


A pastora Sara Sheeva em post no seu blog disse: “Eu JAMAIS voltarei a cantar músicas que não sejam de adoração a Deus.”, pela divulgação que uma pessoa que ela ama iria cantar músicas seculares. No seu Twitter, após a divulgação que a mesma pessoa anunciou que vai fazer uma turnê com o mesmo repertório, a pastora sugeriu a leitura do post. – Confira o texto e comente… Sara Sheeva por bom período de  sua via fez parte do grupo denominado “SNZ”, o qual fez muito sucesso cantando musicas que hoje são consideradas pela pastora e no meio evangélico como músicas seculares (não cristãs). O grupo “SNZ” se desfez e a então cantora Sara se converteu ao Senhor Jesus, se tornou pastora e tem trabalhado para edificação do Reino de Deus.

No artigo que ela pede para que seus seguidores no Twitter leia é enfática em afirmar que “ “Eu JAMAIS voltarei a cantar músicas que não sejam de adoração a Deus.” É uma decisão, não apenas profissional, mas espiritual e ministerial diz a pastora.

O que tem tocado aí dentro deste templo?

Alguns assuntos são muito delicados para se comentar, principalmente quando envolvem pessoas que amamos.
Aproveitando algumas notícias da mídia, e já respondendo as perguntas que estão me enviando a respeito, existe algo que vocês podem ter certeza sobre mim:

Eu JAMAIS voltarei a cantar músicas que não sejam de adoração a Deus.
É uma decisão, não apenas profissional, mas espiritual e ministerial.

Acredito no seguinte: podemos ter “amigos” no mundo, podemos andar no mundo, fazer a diferença, sermos a luz do mundo, etc… mas o mundo não pode andar DENTRO de nós.
Ou seja: Não podemos amar as coisas do mundo, os prazeres do mundo. Precisamos amar as PESSOAS do mundo.
Amar, nesse caso, significa sermos usados como instrumento de salvação para os perdidos.

Acredito que a música é algo ESPIRITUAL, é energia pura, algo sobrenatural. Acredito (e também tenho respaldo bíblico) que a música tem o poder de entrar dentro de nós e ministrar a nossa alma e o nosso espírito humano.
(Lembra de como Davi expulsou o espírito imundo de Saul ao ministrar louvor? 1 Samuel 16.23)

Nós somos o TEMPLO do Espírito Santo.
Então pergunte a você mesmo:
O que tem TOCADO aí dentro deste templo?
Dentro de mim só tocam os louvores de adoração ao nosso Deus! Nenhuma música profana ou de simples entretenimento toca dentro de mim.
Porque?
Porque EU SEI que DEUS NÃO CRIOU A MÚSICA PARA DAR PRAZER AO SER HUMANO (essa frase é do Pr.Cirilo), mas Deus criou a música para a adoração a Ele.

Acreditar nisso seria isso um tipo de “religiosidade”?
Não. Como eu sei que não?
Por causa da experiência prática da mudança nas minhas vontades.
Houveram muitos anos (após a minha conversão) que eu continuava com a prática de ouvir e cantar músicas que não eram de adoração a Deus, e enquanto eu não abandonei essa prática, muitas vontades malignas não me abandonavam, e muitas áreas da minha vida continuavam aprisionadas.
Posso testemunhar, e sei que muitos outros Cristãos podem testemunhar que, após deixarem a prática de ouvir músicas profanas, houve mudança em suas vontades, e em muitas áreas de suas vidas.

Precisamos ser um tipo de crente que, se Deus mandar deixarmos algo, deixamos NA HORA!

Precisamos ser um tipo de crente que “põe a mão no arado e não olha mais para trás…”

Porque quem põe a mão no arado e olha para trás (sente saudades do mundo) não é digno de Jesus.

Não foi fácil para mim, não foi fácil deixar certas músicas… Mas eu amo Jesus MAIS.
Eu amo Jesus MAIS do que qualquer prazer deste mundo.

Eu nasci na música do mundo. O preço de renúncia que eu paguei para poder servir ao Senhor foi alto. Por Jesus eu abandonei toda uma carreira. Eu não teria abandonado se Ele não tivesse pedido, e se deixar de obedecer não fosse algo que realmente pudesse comprometer minha caminhada em direção a eternidade.
Mesmo assim, sei que o preço que paguei não se compara com o preço que Ele pagou pela minha vida.
Por isso eu deixei tudo por Ele.
E deixaria de novo.

Lucas 9:62

“E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.”

Traduzindo:

“Ninguém que começa a fazer a obra de Deus e fica com saudades do mundo, está capacitado para receber o reino de Deus.”

Por isso, quando alguém questiona (ou duvida que valha a pena) o nosso esforço em renunciar as coisas do mundo para seguir a Jesus, eu digo:

“Me mostre as tuas convicções, a tua teologia (ou até o teu ateísmo), que eu te mostro a mudança nas minhas vontades.”

Ser livre não é fazer o que quer, ser livre é conseguir querer o que Deus quer.
Ser livre é obedecer a Deus, e não ao diabo.

Paz, Pra.Sarah Sheeva – publicado em 28.10.12

Fonte: Inforgospel

14/11/2012

Lydia Moisés assina contrato com a Sony Music


Lydia Moisés assina contrato com a Sony MusicAtravés do Twitter o diretor da Sony Music, Maurício Soares, divulgou nesta terça-feira (13) que a nova contratada da gravadora é Lydia Moisés.

Para marcar o início desta parceria a gravadora estará relançando o CD “Maestro do Céu” que foi lançado em setembro durante a Expocristã. A audição deste álbum aconteceu no final da reunião na sede da gravadora no Rio de Janeiro.

“Veja quem está na @SonyMusicGospel assinando contrato”, escreveu Maurício postando no Twitter uma foto da cantora que em seguida retuitou dizendo: “Glória a Deus”.

“#LydiaMoisesAgoraESonyMusic obrigada @SonyMusicGospel e @mauriciossoares Vamos trabalhar muito para honrar o nosso Deus juntos”, escreveu Lydia em seu microblog.

Como parte de seu trabalho a gravadora já estava decidindo algumas músicas para enviar para as rádios e fazer a divulgação do CD, ainda pelo Twitter o diretor da Sony revelou quais as canções que podem ser usadas nesse processo citando “Milagres Sobrenaturais” e “No Teu Esconderijo”.

Para os próximos dias a gravadora estará divulgando as fotos e o vídeo sobre esta nova contratação.

08/11/2012

Pastora agredida no RJ sai da UTI acena ao lado do marido e filhos


No último vídeo dia 05/11(confira no final do post) o marido da pastora Renee o pastor Philip ao relatar a alegria de estar contemplando junto com os filhos as respostas de Deus as orações pela sua esposa, a pastora acorda e acena para a câmera. -Confira, assista, comente e continue orando…

Renee Elliott Murdoch, 44, que sofreu traumatismo craniano depois de ser atingida na cabeça por um morador de rua, saiu da UTI e está se comunicando, segundo seu marido informou neste domingo.

Renee, que é pastora da igreja interdenominacional Luz às Nações, no Rio de Janeiro. foi movida para a Unidade de Terapia Semi-Intensiva e dorme cerca de 20 horas por dia.

“Hoje, em resposta à nossa oração, a Renee está se comunicando muito, ela está dormindo menos e acordada muito (sic). Temos que continuar. Mas Deus com certeza vai responder as nossas orações”, informou o seu marido Philip Murdoch, que também é pastor da igreja, através de vídeos de atualizações sobre o estado de saúde de sua esposa postados em  sua conta no Twitter.

O hospital Copa D’Or, em Copacabana, onde ela está internada, também informou que ela não está mais sedada, respira se o auxílio de aparelhos e “apresenta sinais de melhora neurológica”. Ainda não há previsão de alta.

Pastora Renee e seu marido são casados desde 1994. Eles pastores da Igreja que fundaram há doze anos e lideram um movimento interdenominacional de plantação de igrejas pelo Brasil. Eles têm quatro filhos, Julia, Micah, Caroline e Ethan.

Confira vídeo do dia 05/12 onde o pastor fala da melhora da pastora e pede que os irmãos continue orando…

31/10/2012

Nicolas Cage estrelará remake de Deixados para Trás


O ator Nicolas Cage foi escalado para ser o protagonista da série “Deixados para Trás” que vai ganhar um remake. A trama, antes lançada apenas em DVD, deve ser produzida para o cinema tendo Vic Armstrong como diretor.

A trilogia foi escrita por Tim LaHaye e Jerry Jenkins e adaptada pela produtora Cloud Ten Pictures. O dono da empresa, Paulo Lalonde, agora está no comando da Stoney Lake que deve controlar as novas filmagens.

O filme tem temática cristã voltada para a vida na Terra após o arrebatamento. O anticristo governa o mundo e um grupo de novos cristãos tenta ajudar aqueles que foram “deixados para trás” a alcançar a salvação.

A série de 12 livros foi adaptada para três longas entre 2001 e 2005, nessa primeira produção o ator principal foi Kirk Cameron (A Prova de Fogo) que interpretava o jornalista Buck Williams.

De acordo com o site Hollywood Reporter, o filme com a participação de Cage está orçado em US$15 milhões, as gravações devem começar entre março e abril para que o primeiro filme seja lançado no final de 2013.

Gospel Prime

30/09/2012

Apresentadora Hebe Camargo morre aos 83 anos na madrugada deste sábado dia 29


A apresentadora Hebe Camargo morreu na madrugada deste sábado (29), aos 83 anos, após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, no Morumbi, em São Paulo. Hebe lutava contra um câncer no peritônio, diagnosticado em janeiro 2010.

A saúde de Hebe se agravou nos últimos seis meses. Em março, ela passou por uma cirurgia de emergência para a retirada de um tumor no intestino, em junho ela precisou retirar a vesícula. Um mês depois, Hebe não estava conseguindo se alimentar adequadamente e ficou cinco dias internada para um tratamento de suporte nutricional e metabólico. O mesmo aconteceu em agosto.

Na quinta (27), o SBT anunciou que a apresentadora voltaria à emissora, de onde havia saído para apresentar um programa na Rede TV!. ”Meus lindos, nem acredito!!! Estou de volta ao SBT, meu coração está disparado! Feliz feliz feliz feliz!!!”, escreveu a apresentadora em seu Twitter na sexta (28). Na Rede TV!, onde ficou contratada 2011 até agosto de 2012, ela apresentou dez programas inéditos. O último “Hebe” inédito foi ao ar foi no dia 19 de junho. Desde então, devido ao afastamento de Hebe por conta da doença, foram exibidas reprises, sempre às terças, às 22h30.

A última gravação em vídeo feita por Hebe foi em julho, após a alta hospitalar, quando ela recebeu em sua casa a visita de amigos, como a apresentadora Astrid Fontenelle e o cantor Pedro Leonardo. Na ocasião, ela também lançou seu canal oficial no YouTube, site de compartilhamento de vídeos, para mandar recados aos seus fãs e internautas.

Apresentadora participou da primeira transmissão ao vivo da TV brasileira
Hebe Camargo nasceu na cidade de Taubaté, no interior de São Paulo, no dia 8 de março de 1929. Cursou somente até o quarto ano primário e um de seus primeiros empregos foi de arrumadeira, na casa de um parente rico.

Aos 11 anos, participava de programas de calouros em emissoras de rádio para ajudar a sustentar a família. Em 1943, formou com a irmã Stella a dupla musical Rosalinda e Florisbela.

Seguiu na carreira de cantora com apresentações de sambas e boleros em boates até que abandonou a música para se dedicar ao rádio e à TV. Estava no grupo que foi ao porto de Santos, em São Paulo, para buscar os equipamentos de televisão para a formação da primeira rede brasileira, a TV Tupi. Também foi convidada por Assis Chateaubriand para participar da primeira transmissão ao vivo da TV brasileira, no bairro do Sumaré, em São Paulo, em 1950.

Estreou na TV em 1955, no primeiro programa feminino da TV brasileira, “O Mundo é das Mulheres”, da emissora de TV carioca, na qual chegou a apresentar cinco programas por semana.

Em 10 de abril de 1966 foi ao ar, pela primeira vez, o programa dominical de Hebe pela TV Record. Passou por quase todas as emissoras de TV do Brasil, entre elas a Record e a Bandeirantes, nas décadas de 1970 e 1980.

Em 1986 foi para o SBT, emissora na qual apresentou três programas: “Hebe”; “Hebe Por Elas”; e “Fora do Ar”. Em 1995, gravou um CD com seus maiores sucessos pela EMI. Em 1999, voltou a lançar outro CD. Além da carreira de apresentadora e cantora, atuou em alguns filmes e foi convidada especial de novelas e programas humorísticos.

Em dezembro de 2010, Hebe deixou o SBT, depois de 24 anos. Dias antes de anunciar sua saída da emissora de Silvio Santos, Hebe teve a permissão do canal para gravar com o apresentador Fausto Silva o “Domingão do Faustão”, da Rede Globo, onde recebeu uma homenagem.
Hebe fechou um contrato para apresentar um programa semanal na RedeTV!, onde comandou todas as terças – desde o dia 15 de março de 2011 – uma atração nos mesmos moldes dos tempos no SBT.

UOL

19/09/2012

Mãe de Justin Bieber revela que fé a impediu de abortar o filho cantor


Mãe de Justin Bieber revela que fé a impediu de abortar o filho cantor

Pattie Mallette, 37,  ficou mundialmente conhecida por ser mãe do astro pop Justin Bieber.  Ela teve um passado muito triste. Entre os 5 e os 10 anos de idade, Pattie sofreu abuso sexual de seu padrasto. Ela nunca contou isso a ninguém. Anos mais tarde, começou a usar as drogas, o álcool e o sexo uma forma de esquecer sua dor.

Ela acabou saindo de casa quando tinha 15 anos. “Eu vivia uma vida de pecado, drogas, álcool e roubos”, lembra. Pattie só voltou a ter uma vida normal depois de tentar cometer um suicídio e ter se convertido.

Tinha apenas 17 anos quando engravidou de seu primeiro e único filho, Justin. Ela passou por uma depressão profunda, mas decidiu assumir os riscos de ser uma mãe solteira. “Como mãe solteira, às vezes eu dizia: ‘Não tenho ideia de como vou alimentar Justin’”, explicou.

Naquele período sombrio de sua vida, ela se agarrou a sua fé e decidiu ter o bebê. “Eu sabia que não podia fazer isso”, disse ela em entrevista ao programa Today with Kathie Lee. “Eu só sei que precisava tê-lo”, contou durante a viagem pelos EUA para promover o seu livro de memórias Nowhere But Up: The Story of Justin Bieber’s Mom.

A mensagem que deseja passar com o livro é simples: “Não importa onde você se encontra hoje. Quebrado, machucado, ferido, ou envergonhado. Se Deus pôde me ajudar a encontrar o caminho, eu sei que Ele pode fazer o mesmo por você”, explica.

Quando Justin tinha apenas 14 anos, seus vídeos no YouTube foram descobertos e ele quase imediatamente ficou famoso. Ela e o filho mudaram-se de Ontário, no Canadá, para Atlanta, nos Estados Unidos.

Hoje com 18 anos, Bieber é considerado pela revista Forbes como a terceira celebridade “mais poderosa do mundo”. Ele já vendeu mais de 12 milhões de álbuns desde 2009 e tem mais de 27 milhões de seguidores no Twitter.

Mas a fama do filho não mudou a postura de fé de Pattie Mallette. Ela fez uma declaração surpreendente no programa de entrevistas de Ellen Degeneres na TV americana, nesta terça-feira, 18.

Ela confessou estar há 15 anos sem fazer sexo por conta de um voto que fez quando tinha 21 anos, só voltaria a ter relações sexuais quando se casasse. “Honestamente, estou cumprindo esta promessa de forma séria”, disse Pattie. “Lembro-me bem quando a fiz. Escrevi num pedaço de papel e tenho uma testemunha. Isso é muito importante para mim. Não vou furar agora”.

Focada na carreira do filho, ela diz não se arrepender de suas decisões, tomadas com base em sua fé. Ao falar sobre seu filho, Pattie disse: “Ele tem um coração enorme. Eu não mereço nem um pouco disso, depois de tudo o que eu fiz. É apenas a bondade de Deus.”

Com informações Christian Post e EGO

02/08/2012

Campanha #TweetforYoucef reúne 2,8 milhões de cristãos


Uma campanha lançado pelo Centro Americano para Lei e Justiça (ACLJ) no Twitter para libertar o pastor iraniano atingiu mais de 2,8 milhões de pessoas em mais de 230 países. O alvo é inundar a rede social de pedidos de oração e mobilizar os cristãos de todo o mundo.

Decididos a não deixar que o pastor Yousef Nadarkhani seja esquecido, o “Tweet por Yousef”  aclj.org/nadarkhani-pt, foi lançada em janeiro. De acordo com um relatório on-line da National Religious Broadcasters Association (NRB), o assunto ainda interessa aos cristãos e continua fazendo pressão mesmo após mais de 1.000 dias na prisão (completados em 8 de julho).

O ACLJ argumenta que Nadarkhani foi preso ilegalmente e deseja ver a pressão internacional aumentar com o uso do microblog. Eles acreditam que a libertação imediata e incondicional do pastor é uma questão importante demais para ser ignorada. “Ele só está vivo hoje por causa da pressão internacional sobre o Irã, das pessoas do mundo que levantaram suas vozes, exigindo que sua vida fosse poupada. Precisamos manter essa pressão”, disse o grupo que organiza a campanha.

No ano passado, o Dr. Frank Wright, presidente e CEO da união das emissoras religiosas norte-americanas enviou vários pedidos à secretária de Estado Hillary Clinton e à Embaixadora para a Liberdade Religiosa Internacional, Suzan Johnson Cook, pedindo que elas usem seus cargos na Administração Obama para intervir em nome do Nadarkhani.

“Somos um ardente defensor da liberdade religiosa para todas as pessoas em nosso país e no exterior,” disse na época o Dr. Wright. ”Muitos dos nossos membros têm acompanhado com grande preocupação a situação do Pastor Nadarkhani, que foi preso há quase três anos. Achamos inadmissível que o governo iraniano o tenha condenado à morte porque ele se recusou a negar sua fé no Senhor Jesus Cristo.”

Segundo relatos, Nadarkhani foi preso em 13 de outubro de 2009, depois de protestar contra a decisão do governo em forçar todas as crianças, incluindo seus dois filhos, a ler o Alcorão. O pastor foi detido e mais tarde acusado de apostasia e por fazer evangelismo entre os muçulmanos.

Desde então, Nadarkhani foi repetidamente forçado a renunciar sua fé cristã, mas o pastor continua a se manter fiel à sua crença em Jesus Cristo. Desde que foi preso vários manifestos de igrejas e lideres evangélicos foram feitos, bem como campanhas de oração em prol do pastor. Ele já foi dado como morto, mas conseguiu enviar mensagens de dentro da cadeia confirmando que continua vivo. Fontes no Irã dizem ele deve ser julgado mais uma vez dia 08 de setembro e pode ser condenado à morte.

Traduzido de Christian News Today

%d blogueiros gostam disto: