Archive for junho 24th, 2011

24/06/2011

“Tivemos um público estimado de 5 milhões de pessoas”, diz apóstolo Estevam


Ainda não eram 10h e a Avenida Tiradentes, em São Paulo, já estava tomada por uma multidão difícil de calcular.

Começava a Marcha para Jesus 2011. O grande fluxo de pessoas que invadiu todas as ruas e avenidas que compunham o trajeto surpreendeu até mesmo o presidente da Marcha, apóstolo Estevam Hernandes. “Essa Marcha foi surpreendente e superou muito as nossas expectativas e a gente percebe o sentimento que há no coração do povo por essa vontade e disposição em marchar. Está sendo uma Marcha muito, muito especial”, disse.”Graças a Deus temos a satisfação de dizer que essa Marcha foi um grande sucesso”, completou o Apóstolo.

De acordo com estimativas da Polícia Militar, o público foi estimado em 5 milhões de pessoas, citou o presidente da Marcha. “E nós aqui na concentração temos um número muito, muito grande de pessoas. Eu acredito que foi maior do que do ano passado. Nós nesses 19 anos temos aprendido a trabalhar com o poder público e obviamente oferecemos uma organização, e eles nos oferecem todo apoio.”

Perguntado sobre um possível retorno do evento à Avenida Paulista, o Apóstolo comentou que o local não comporta mais o número de pessoas presentes na Marcha.

Fonte: Rf Divulgações
24/06/2011

Senador evangélico Magno Malta recebe apoio de transexual


O senador evangélico Magno Malta (PR), depois de ter anunciado renunciar caso o PL 122 fosse aprovado, recebeu o apoio do vereador transexual do mesmo partido Moacir Selia.

Na semana passada, o senador Magno Malta (PR) anunciou que abriria mão do mandato caso “a criação de um terceiro sexo” fosse aprovada. Malta fez essa afirmação em referência ao projeto de lei 122, que criminaliza a discriminação motivada só pela orientação sexual ou identidade de gênero.

No material disponibilizado no site do senador encontra-se a seguinte declaração: “Em defesa dos valores agregados no coração da família brasileira, renunciarei meu mandato se o PL 122 for aprovada”.

Apesar de ser uma posição radical que incomodou a muitos, principalmente do grupo de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT), o vereador transexual “Moa”, como é chamado, saiu em defesa do colega partidário.

“Ele me respeita como eu sou. A forma que ele tem de ver o mundo é uma, a minha é outra, mas a convivência é feita com muito respeito”, afirmou ele segundo a Gazeta.

De acordo com a publicação, Moa, além de afirmar que as declarações de Magno não são ofensivas, disse também que o senador republicano é vítima de preconceito da sociedade e, principalmente, da comunidade LGBT.

“Os movimentos o discriminam muito mais. Apesar de estar na luta desde 1980 com minha transexualidade assumida, sofro discriminação dentro do grupo LGBT, só pelo fato de eu ser filiada ao PR”, disse Moa.

Magno Malta, através de sua assessoria de imprensa, declarou que Moa “é um travesti de muito respeito”. O vereador, que tem seu comportamento assumido há três anos, falou ainda que “ele [Magno Malta] já esteve” em sua casa e que “teve a oportunidade de conhecer um lar comandado por uma transexual”.

Na mesma entrevista Moa, o único transexual do Espírito Santo, criticou a decisão presidente Dilma Rousseff (PT) de cancelamento dos Kits contra homofobia nas escolas.

“Se a presidente Dilma tivesse vetado antes do caso Palocci, mostrando fundamentos, a comunidade LGBT teria ficado ao lado dela. Da forma com que aconteceu, vejo que Dilma virou as costas e ‘deu um tapa’ na cara de toda a categoria. Como ela só viu que havia algo errado agora?”

Alguns colegas de partido do senador Magno Malta apoiaram sua atitude, enquanto outros alegam que sua atitude foi somente porque ele, durante as articulações, já teria recebido algum sinal de que o projeto de lei não sairá do papel.

“Talvez o senador tenha tanta certeza de que esse projeto não será aprovado que fez essa proposta. Para dizer uma coisa dessas, é preciso ter muita certeza de que a coisa não vai dar certo”, sugeriu o deputado estadual José Esmeraldo (PR).

O Paulo Antenor, primeiro suplente de Magno, saiu em defesa do senador. “Serei o primeiro a defender que Magno não renuncie. Quero muito ser senador, mas não deste modo”, finalizou.

Fonte: The Christian Post

24/06/2011

Assassinado pastor após querer apartar briga de trânsito em Manaus


O pastor evangélico Raimundo de Araújo Pinto, 46, foi morto com um tiro no peito, na tarde de 21 de junho, após apartar uma briga de trânsito.

A briga aconteceu em frente à igreja onde ele congregava, na Avenida Nepal, bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus.

Testemunhas disseram à Polícia Militar (PM) que a briga de trânsito aconteceu de manhã, depois da colisão entre dois carros. Um dos envolvidos ficou irritado com a intromissão do pastor e, à tarde, voltou ao local do acidente e atirou nele.

Raimundo foi socorrido por vizinhos e levado ao Serviço de Pronto- Atendimento (SPA) do Galileia. Porém, ele não resistiu e morreu antes de ser submetido a uma cirurgia. Segundo o tenente da PM Franklin Terto, os médicos disseram que a bala perfurou o coração do pastor. O acidente não foi atendido pela perícia do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e não foi registrado no 15º Distrito Integrado de Polícia (15º DIP), no Nova Cidade.

O morador Moisés Ferreira, 28, contou que os motoristas dos dois carros quase se agrediram fisicamente, mas a situação foi ‘contornada’ por Raimundo. “Ele pediu calma aos dois homens. Um deles ficou irritado com a intromissão do pastor e tentou discutir com ele, mas não conseguiu. Ficou falando sozinho”, disse.

Segundo ele, algumas horas depois da confusão, um homem não identificado foi até o mercadinho que pertence a Raimundo, ao lado da igreja evangélica, e fez o disparo. O suspeito fugiu em uma moto.

Fonte: D24am

24/06/2011

Cassiane participa da regravação do sucesso O Jardim do Inimigo


Um jardim sinistro com personagens reais que levam o expectador a se ver em um espelho do cotidiano através de histórias baseadas em fatos reais. Sem dúvida, a peça O Jardim do Inimigo do Ministério Jeová Nissi, protagonizada por Caique Oliveira, ator e criador da companhia artística, é um divisor de águas na história do teatro evangélico. A peça completou exatos dez anos e para comemorar esse sucesso que perdura há uma década, o grupo regravou o espetáculo agora com uma estrutura realmente grandiosa que aconteceu nos dias 20 e 21 de maio no templo da Igreja Bola de Neve Church onde funcionou o Antigo Olympia.

 

Com investimento de mais de R$500 mil, a regravação contou com um verdadeiro time de peso: a produtora Conspiração Filmes, o premiado cenógrafo J.C Serroni, o iluminador de espetáculos nacionais e internacionais, Guilherme Bonfanti, uma orquestra performática e participação da cantora Cassiane.

 

Diferente da versão de 2003 (ano em que a peça foi gravada pela primeira vez em VHS), a releitura traz todo um requinte especial dando um ar mais luxuoso que mostra que nosso teatro aos poucos não deixará a dever ao teatro secular. O projeto será lançado pela CanZion Brasil e traz Cassiane, cuja participação é um antigo sonho da trupe, interpretando a canção Sou um milagre de Deus do CD Viva.

 

Fonte: Casa Gospel

24/06/2011

Marcha para Jesus reúne multidão de evangélicos em São Paulo


A 19ª edição da manifestação evangélica Marcha para Jesus que está acontecendo nesta quinta-feira (23), feriado de Corpus Christi, na zona norte de São Paulo, deve reunir mais de um milhão de pessoas.

Os fiéis saíram da praça da Luz, por volta das 10h, e percorreram cerca de 4 km até a praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira.
Todo o percurso está interditado para o tráfego de veículos. A manifestação deve terminar só por volta das 21h e já reúne uma multidão. A polícia e a organização do evento ainda não têm uma estimativa do número de participantes.

O evento é organizado pela igreja Renascer em Cristo e apoiado por outras organizações evangélicas. Em 2010, a marcha reuniu 2 milhões de manifestantes, segundo a Polícia Militar –a organização estimou o público do ano passado em 5 milhões. O recorde de público ocorreu em 2007, quando 3,5 milhões de evangélicos marcharam, de acordo com a PM.

Segundo a organização, a marcha é realizada anualmente em mais de 170 países. Em São Paulo, o evento ocorre desde 1993. Na edição deste ano, haverá mais de 30 apresentações de artistas, entre eles Raul Gil, Chris Duran, Waguinho e Magno Malta, além de trios elétricos. A Marcha para Jesus está sendo transmitida ao vivo pelo site oficial do evento.

A SPTrans (órgão municipal responsável pelos ônibus municipais) disponibilizou a Van Atende para transportar os deficientes físicos até a concentração.

O terminal Armênia será desativado na quinta-feira, das 10h às 14h, e as linhas de ônibus serão desviadas para a ponte da Vila Guilherme, seguindo pela avenida Bom Jardim, ruas Araguaia, Canindé, Olarias, Pedro Vicente e avenida Cruzeiro do Sul. A engenharia de campo da CET irá monitorar o evento, orientando os motoristas e pedestres sobre rotas e bloqueios operacionais.

Bloqueios

Veja abaixo as vias que serão bloqueadas por conta da marcha e os desvios montados pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

• Avenida Tiradentes (entre a avenida do Estado e o túnel Tom Jobim, sentido Aeroporto, terá sua pista local interditada a partir das 6h e a expressa a partir das 9h;
• A praça Campo de Bagatelle será interditada das 6h às 23h de quinta-feira;
• A avenida Olavo Fontoura, entre a praça Campo de Bagatelle e a rua Professor Milton Rodrigues, será bloqueada das 9h30 às 15h de quinta-feira;
• A praça Heróis da FEB e a avenida Santos Dumont, ambos os sentidos, serão bloqueadas no trecho correspondente entre a avenida Brás Leme e a rua Santa Eulália, das 22h de quarta-feira às 23h de quinta-feira.

Desvios

• O tráfego no sentido Norte-Sul será desviado pela avenida Brás Leme, seguindo pelas avenidas Rudge, Rio Branco e Rótula Central, ou para quem se destina à zona sul, pelas avenidas Abraão Ribeiro e Pacaembu;
• No sentido Sul-Norte, o motorista deve seguir pela pista local até a avenida Tiradentes, rua Pedro Vicente e avenida Cruzeiro do Sul;
• A pista central da avenida Santos Dumont, sentido praça Campo de Bagatelle, terá seu trânsito desviado em direção à marginal Tietê (sentido Ayrton Senna).

Fonte: UOL

24/06/2011

Crescem ataques contra cristãos na Indonésia


Crescem ataques contra cristãos na Indonésia Dezenas de igrejas na Indonésia estão sob intenso ataque e o presidente do país, Susilo Bambang, não está tomando as medidas necessárias para impedir essas ações. Desde 2006, mais de 200 ataques contra igrejas foram registrados pela comissão da Indonésia sobre religião e paz.

Em um relatório feito pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, nos primeiros cinco meses de 2011 houve 14 ataques contra as igrejas e, em 2010, houve 46 durante o ano todo.

Teófilo Bela, presidente do fórum cristão de Jacarta, culpou o presidente Susilo Bambang e seu governo de não fazer o suficiente para combater a violência contra os cristãos. “O presidente Yudhoyono se tornou presidente em maio de 2004 e houve cerca de 290 ataques a igrejas em seu governo. Esse número é maior do que qualquer outro período na Indonésia”, afirmou.

Bela passou a perceber que muitos valores islâmicos estão se infiltrando no governo de Yudhoyono e alega que um dos conselheiros, que recentemente foi nomeado, é um líder muçulmano extremista muito conhecido.

Cristãos são os mais perseguidos, diz relatório

Em seu relatório, Bela afirma que, em 2011, a comunidade cristã no país continua sendo a mais perseguida. O relatório mostra como exemplo a cidade de Temangung, que teve três igrejas atacadas no mesmo dia (8 de fevereiro de 2011).

Tentando explicar o aumento dos ataques contra os cristãos, Bela diz que os muçulmanos reagiram muito mal ao fato de muitos cristãos estarem vindo das regiões rurais para a área urbana em busca de empregos criados pelo governo.

Mas Bela frisou que mesmo com os ataques crescentes, os cristãos continuam firmes em sua fé. “Nós, cristãos, não temos medo porque também somos cidadãos desse país, como as outras pessoas da nossa sociedade”, disse. Bela ainda acrescentou: “Nosso país é baseado em uma ideologia pluralista e, sendo assim, nós não temos uma religião oficial para o Estado.”

Fonte: Portas Abertas

24/06/2011

Irlanda do Norte tem segunda noite de violência religiosa


Irlanda do Norte tem segunda noite de violência religiosa Um fotógrafo foi baleado e duas outras pessoas ficaram feridas quando tumultos estouraram entre protestantes e católicos em Belfast, na Irlanda do Norte, na segunda noite consecutiva de confrontos.

A polícia disse que cerca de 700 pessoas atiraram fogos de artifício, bombas de gasolina e outros projéteis na área Newtonards, uma noite depois que duas pessoas foram baleadas, no que os políticos têm descrito como a pior onda de violência do tipo na área há uma década.

O fotógrafo foi baleado na perna por um pistoleiro num local à margem dos confrontos, disseram testemunhas à agência de notícias Reuters, e, em uma medida incomum, a polícia pediu a todos os jornalistas e equipes de câmera para ficarem longe da área “para sua própria segurança.”

Os dois homens que ficaram feridos estavam com queimaduras, informou a polícia.

A polícia, que havia trazido reforços para a área, respondeu disparando granadas de efeito moral pela segunda noite consecutiva. Cerca de 500 pessoas, muitos deles jovens com os rostos cobertos, brigaram na área Strand Short, um enclave de casas Católica no lado predominantemente protestante a leste da cidade, na noite anterior, quando tiros foram disparados por ambos os lados.

A violência vem no início da temporada de marcha da Irlanda do Norte, um tempo de paradas anuais pelos protestantes, que provocou protestos violentos de católicos no passado.

A polícia culpou os membros da Força de Voluntários do Ulster (UVF), um dos mais mortais grupos paramilitares pró-britânicos do passado sangrento da Irlanda do Norte, por iniciar a primeira noite de desordem.


Fonte: G1 /
Foto: AFP

24/06/2011

Manchester United pede ajuda a pastor


Manchester United pede ajuda a pastor O técnico do Manchester United, Alex Ferguson, contratou um pastor para integrar sua comissão técnica. A finalidade é que o pastor pregue os valores e princípios morais contidos na Bíblia aos seus jogadores e assim, evitar, por exemplo, que os atletas se envolvam em casos extraconjugais, como aconteceu recentemente com Ryan Giggs e Wayne Rooney.

O pastor batista John Boyers já trabalha no clube como capelão desde 1992 ensinandoo grupo sobre situações que podem ocorrer ao longo de suas vidas e como podem lidar com elas. Assuntos como ética, amizade, luto, bullying, preconceito e racismo são abordados pelo reverendo e agora dentre seus encargos, também promoverá aulas de ética sexual.

“Tento ajudá-los a se prepararem para a vida adulta. Também dou apoio pastoral e trabalho valores espirituais em todo o clube. As pessoas confiam em mim, se abrem e falam comigo sobre suas vidas e problemas. Tivemos muitas situações no clube que vão desde envolvimento com drogas, escândalos financeiros a problemas de comportamento. Casos que mostraram o valor real de termos uma capelania.”, explica o pastor.

Um funcionário do clube afirma a importância de os jogadores receberem orientação bíblica e contarem com alguém que os ajude. “O pastor John é um membro altamente respeitado pela equipe e ajuda muito nossos jogadores mais jovens a seguirem o caminho certo. Lidar com a fama e tudo o que vem com ela não é fácil. É bom tê-lo entre nós”.

Fonte: Daily Star / Redação CPAD News

24/06/2011

Frente Parlamentar Evangélica apoia juiz que anulou união gay


Frente Parlamentar Evangélica apoia juiz que anulou união gay A Frente Parlamentar Evangélica na Câmara dos Deputados formalizou nesta quarta-feira apoio à decisão do juiz Jeronymo Villas Boas, da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e Registros Públicos de Goiânia, que anulou, no início da semana, a união estável do casal Liorcino Mendes e Odílio Torres, e ampliou a proibição de reconhecimento de uniões homoafetivas em todo o Estado de Goiás.

A decisão do magistrado vai contra o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), que, no início de maio, havia decidido, por unanimidade, reconhecer união estável entre pessoas do mesmo sexo e estender a parceiros homossexuais direitos hoje previstos a casais heterossexuais.

Na ocasião, o Plenário da Suprema Corte não delimitou a abrangência da decisão e tampouco atestou, por exemplo, autorização a casamentos civis entre gays ou o direito de registro de ambos os parceiros no documento de adoção de uma criança. Com a futura publicação do acórdão do julgamento, os cartórios não deverão se recusar, por exemplo, a registrar um contrato de união estável homoafetiva, sob pena de serem acionados judicialmente.

Presente em um ato nesta quarta na Câmara dos Deputados em prol de sua decisão de anular a união civil, o juiz Jeronymo Villas Boas disse ser pastor evangélico e afirmou não promover discriminação. “Sou pastor da Assembleia de Deus Madureira e não nego minha fé. Não estou discriminando ninguém. A nossa legislação ainda não permite casamento entre pessoas do mesmo sexo. Essa relação de fato ainda não foi admitida. Eu, como indivíduo, tenho o direito de exercer minha fé. A decisão não interfere nos meus atos”, afirmou.


Fonte: Terra
/ CPAD NEWS

%d blogueiros gostam disto: